Goscelina -Goscelin

Da Wikipédia, a enciclopédia livre

Goscelin de Saint-Bertin (ou Goscelin de Canterbury, nascido c. 1040, morreu em ou depois de 1106) foi um escritor hagiográfico beneditino . Ele era flamengo ou brabantiano de nascimento e tornou-se monge de São Bertin em Saint-Omer antes de viajar para a Inglaterra para assumir um cargo na casa de Herman, bispo de Ramsbury em Wiltshire (1058-1078). Durante seu tempo na Inglaterra, ele ficou em muitos mosteiros e onde quer que fosse coletava materiais para suas numerosas hagiografias de santos ingleses.

Vida

Flandres

Goscelin de Saint-Bertin nasceu por volta de 1040. De acordo com William de Malmesbury, Goscelin era um monge de St Bertin . Por outro lado, como autor da Vita Amalbergae virginis, escrita antes de 1062, Goscelin parece estar muito bem informado sobre a tradição hagiográfica em Flandres e Brabante, mais especialmente tradições relacionadas à Abadia de Gante de São Pedro . Ele provavelmente ficou lá em algum momento antes de 1062.

Inglaterra

De acordo com William de Malmesbury, Goscelin chegou à Inglaterra com Herman, bispo de Sherborne, que chegou em 1058. Mas, William de Malmesbury afirma erroneamente que este foi o ano em que Herman se tornou bispo de Sherborne, uma nomeação que ele não assumiu até a morte do bispo residente de Sherborne AElfwold em 1062-65. É duvidoso, portanto, que suas informações sobre a chegada de Goscelin sejam confiáveis. De fato, Goscelin afirma, ele mesmo, em seu Liber confortatorius, que "ele veio primeiro ao bispo" em Potterne ou Canning (em Wiltshire), implicando que ele não viajou para a Inglaterra em sua companhia, mas se juntou a ele lá. Costumava-se pensar que ele chegou antes da conquista normanda, mas não há evidências para essa suposição, embora seja possível.

O patrono e companheiro de Goscelin foi Herman, Bispo de Sherborne . Ele funcionou como secretário do bispo e como capelão das freiras da Abadia de Wilton . Sua sorte piorou quando o bispo Herman morreu em 1078 e foi sucedido por Osmund de Sées, a quem Goscelin em seu Liber confortatorius descreve como um "rei que não conheceu Joseph". No início da década de 1080, ele estava em Peterborough. Mais tarde, ele escreveu hagiografia para as comunidades monásticas de Ely, Barking, Ramsey e St Augustine's, Canterbury, entre outros lugares.

Goscelin é registrado pela última vez como o autor de uma vida de St Wihtburh de Ely, concluída após sua tradução em 1106.

Escrita

William de Malmesbury elogia sua indústria nos mais altos termos. Ele estava em Ely algum tempo depois de 1082, onde escreveu uma vida de St Æthelthryth . Entre 1087 e 1091 esteve em Ramsey, e ali compilou uma vida do abade St Ivo, ou Ives. Na década de 1090, ele foi para Canterbury, onde escreveu seu relato sobre a tradução das relíquias de Santo Agostinho e seus companheiros, que ocorreu em 1091. Ele escreveu no ano oitava após esse evento, ou seja, em 1098-99, e dedicou a obra a Santo Anselmo . Um obituário de Canterbury, citado por Henry Wharton em Anglia Sacra, dá 15 de maio como o dia da morte de um certo Goscelin, que pode ter sido esse homem, mas não menciona o ano. Suas obras consistem na vida de muitos santos ingleses, principalmente aqueles ligados a Canterbury, onde passou seus últimos anos. Alguns deles foram impressos pelos bolandistas, por Jean Mabillon e por Jacques-Paul Migne . Outros estão contidos em manuscritos no Museu Britânico e em Cambridge . Sua obra principal foi uma vida de Santo Agostinho de Cantuária, que professa ser baseada em registros mais antigos e dividida em duas partes: uma "Historia maior" (Mabillon, Acta Sactorum . OSB, I) e uma "Historia menor" (em Wharton, Anglia Sacra, I). Seu método parece ter sido geralmente tomar algum escritor mais velho como base e reproduzir sua obra, em seu próprio estilo.

O Liber Confortatorius dedicado a Eva de Wilton, uma ex-aluna que foi para Angers para viver como reclusa, é uma "carta de consolo", oferecendo conselhos espirituais a Eva em sua nova vocação e transmitindo os sentimentos de Goscelin sobre sua partida repentina.

De acordo com William de Malmesbury, Goscelin também era um músico habilidoso .

Funciona

Flandres (Abadia de São Pedro, Gante)

  • Entre 1055-1062: Vita S. Amalbergae virginis (ed. JB Sollerius, Acta Sanctorum mensis Julii III (1723) 90-102).

Edição também disponível no Wikisource: Vita sanctae Amalbergae virginis (em latim)

Sherborne e Wilton (Wessex)

  • Década de 1060 ou 1070?: Vida de St Eadwold de Cerne, ed. Tom Licence, "Goscelin de Saint-Bertin e a Hagiografia de Eadwold de Cerne ", em: Journal of Medieval Latin 2006; 16
  • Pouco depois de 1078: Vida de St Wulfsige (de Sherborne), ed. CH Talbot, "A vida de São Wulsin de Sherborne por Goscelin." Revue Bénédictine 69 (1959): 68-85; tr. Rosalind C. Love (2005). "A Vida de St Wulfsige de Sherborne por Goscelin de Saint-Bertin: Uma Nova Tradução com Introdução, Apêndice e Notas". Em Katherine Barker, David A Hinton e Alan Hunt (ed.). St Wulfsige e Sherborne: Ensaios para Celebrar o Milênio da Abadia Beneditina, 998-1998 . Oxford. págs. 98–123.
  • Entre 1080-1082: Liber confortatorius, ed. Stephanie Hollis, escrevendo as mulheres Wilton: a lenda de Edith e Liber Confortatorius de Goscelin . Textos e contextos de mulheres medievais 9. Turnhout: Brepols, 2004; ed. CH Talbot, O Liber confortatorius de Goscelin de Saint Bertin . 1955. 1–117; tr. Monika Otter, Goscelin de St Bertin. Livro de encorajamento e consolação (Liber Confortatorius) . Biblioteca de Mulheres Medievais. Cambridge, 2004.
  • Vida de St Edith (de Wilton), ed. Stephanie Hollis, escrevendo as mulheres Wilton: a lenda de Edith e Liber Confortatorius de Goscelin . Textos e contextos de mulheres medievais 9. Turnhout: Brepols, 2004.

East Anglia

  • 1087-1091: "Vida e Milagres de Santo Ivo ", ed. WD Macray, Chronicon Abbatiae Rameseiensis . Londres, 1886. lix-lxxxiv.
  • 1080s/ 1106: Vidas das santas femininas de Ely, ed. e tr. Rosalind C. Love, Goscelin de Saint-Bertin. A Hagiografia das Santas Femininas de Ely . OMT. Oxford, 2004.
    • "Vida de St Æthelthryth ", perdido (pode-se comparar o Miracula S. Ætheldrethe e Vita S. Ætheldrethe na edição de Love).
    • Vita et translatio S. Wihtburge "Vida e Tradução de St Wihtburh "
    • Lectiones in festivitate S. Sexburge, "A lição sobre a festa de St Seaxburh . Compare Vita S. Sexburge na edição do amor.
    • Lectiones in natalis S. Eormenhilde "Lições sobre a festa de aniversário de St Eormenhild " (filha de Seaxburh).
    • "Vida de St Waerburh " filha de Eormenhild; editado também por Carl Hostmann e traduzido por Henry Bradshaw, The Life of Saint Werburge of Chester . EETS . Londres, 1887.

Barking Abbey (Essex)

  • Depois de 1087: Vidas das santas femininas de Barking Abbey, ed. ML Colker, "Textos de Jocelyn de Canterbury que se relacionam com a história de Barking Abbey." Studia Monástica 7.2 (1965). 383-460.

Santo Agostinho, Cantuária

  • 1090: História maior
  • 1090: História menor
  • Liber de miraculis S. Augustini e Historia translationis S. Augustini, ed. Patrologia Latina 80 (1850). 43-94, 485-520. Sobre um milagre ocorrido em relação à tradução das relíquias de Santo Agostinho de Cantuária e do ourives monástico Spearhafoc .
  • Vita S. Laurentii ( Laurence de Canterbury )
  • Vita et miracula S. Melliti
  • Vita S. Iusti
  • Vita S. Honorii
  • Vita S. Deusdedit
  • Vita S. Theodori
  • Vita, translatio et miraculi Adriani
  • Vita et miraculi S. Letardi

Vidas Kentish

  • "Vida de St Mildrith (de Minster-in-Thanet )", ed. DW Rollason, "relato de Goscelin de Canterbury da tradução e milagres de St Mildrith (BHL 5961/4). Uma edição com notas." Estudos Medievais 1986; 48: 139–210; ed. Rollason, A Lenda de Mildrith. Um Estudo da Hagiografia Medieval Antiga na Inglaterra . Leicester, 1982. 105-43 (baseado em MS BHL 5960).

Além disso, muitas outras Vidas foram atribuídas a Goscelin, por exemplo, as de St Grimbald e St Mildburg, mas muitos desses casos agora provam ser improváveis ​​ou insatisfatórios. A Vita S. Swithuni (vida de St Swithun ) tem sido tradicionalmente atribuída a Goscelin, mas Michael Lapidge mostrou que isso é incorreto.

Notas

Leitura adicional

  • Barlow, Frank (1992). A vida do rei Edward que descansa em Westminster atribuída a um monge de Saint-Bertin (2ª ed.). Oxford: Boydell Press.
  • Barlow, Frank (2004). "Goscelin ( b . c .1035, d . em ou após 1107)" . Oxford Dictionary of National Biography (online ed.). Imprensa da Universidade de Oxford. doi : 10.1093/ref:odnb/11105 . Recuperado em 2 de outubro de 2007 . (Assinatura ou associação de biblioteca pública do Reino Unido necessária.)
  • Goebel, Bernd (2017). "Goscelin von Canterbury" . Biographisch-bibliographisches Kirchenlexikon . Traugot Bautz.
  • Hayward, Rebeca (2005). "Representações da Vida Anchorite em Goscelin de Liber Confortarius de Saint-Bertin ". Em Liz Herbert McAvoy e Mari Hughes-Edwards (ed.). Anchorites, Wombs and Tombs: Intersections of Gender and Enclosure in the Middle Ages . Cardiff. págs. 54–64.
  • Licença, Tom (2006). "Goscelin de St Bertin e a Vida de Eadwold de Cerne". O Jornal do Latim Medieval . 16 : 182-207. doi : 10.1484/J.JML.2.303234 .
  • Amor, Rosalind C. (2005). "'Et quis me tanto oneri parem faciet?': Goscelin de Saint-Bertin e a vida de Amelberga". Em Katherine O'Brien O'Keeffe e Andy Orchard (ed.). Aprendizagem Latina e Inglês Lore: Estudos em Anglo-Saxão Literatura para Michael Lapidge, Toronto Old English Series, Vol. 2. Toronto: University of Toronto Press, pp. 231–52.
  • Amor, Rosalind C. (2004). Goscelin de Saint-Bertin. A Hagiografia das Santas Femininas de Ely . Textos medievais de Oxford. Oxford.
  • Amor, Rosalind C. (2000). "Goscelin de Saint-Bertin". A Enciclopédia Blackwell da Inglaterra anglo-saxônica . pág. 213.
  • Amor, Rosalind C. (1996). Vidas de três santos anglo-latinos do século XI: Vita s. Birini, Vita et Miracula s. Kenelmi, e Vita s. Rumwoldi . OMT. Oxford.
  • Rigg, AG (1992). Uma História da Literatura Anglo-Latina . Cambridge.
  • Sharpe, Richard (1991). "Palavras e Música por Goscelin de Canterbury". Música Antiga . 19 : 94–7. doi : 10.1093/earlyj/xix.1.95 .
  • Williams, Ann (1995). A conquista inglesa e normanda . Woodbridge: Boydell Press.
  • Talbot, CH, 'O Liber confortatorius de Goscelin de Saint Bertin', Studia Anselmiana, fasc. 37 (Analecta monastica, 3ª série 1955) 1–117.
  • Este artigo incorpora o texto de uma publicação agora em domínio público : Herbermann, Charles, ed. (1913). " Goscelina ". Enciclopédia Católica . Nova York: Robert Appleton Company.

links externos